17/11/16

O TEU MERCADO: São Carlos (Brazil/SP)_POR FERNANDA DE LIMA LOURENCETTI

Me encanta esta sección: TU MERCADO (O TEU MERCADO para hoy) porque nos acerca a la visión de otros especialistas en patrimonio cultural y porque nos hace viajar a mercados queridos por sus protagonistas, lo que favorece el intercambio de conocimiento y nos enriquece a todos. 

Ya hemos podido leer el post del Mercado de Abastos de Santiago de Compostela por Antonio S. Río Vázquez o el Mercado de Alginet en base al artículo y a la propuesta de Gracia López Patiño. Hoy viajamos a Brasil con una nueva aportación super interesante, por ello, estoy muy agradecida a Fernanda de Lima Lourencetti, la protagonista del post de hoy, por contarnos el mercado de este jueves. 

Ella es arquitecta y urbanista y desde el 2009 su línea de investigación se ha centrado en el patrimonio ferroviario, tanto en su dissertação del Master ERASMUS Mundus TPTI como en la actualidad con su tesis doctoral. Sin más, te dejo con su mercado:

Imagens do Mercado Municipal de São Carlos. 1903 


MERCADO DE SÃO CARLOS (BRAZIL/SP)_Por Fernanda de Lima Lourencetti

O mercado Municipal de São Carlos sempre despertou em mim uma certa curiosidade, mas admito nunca ter buscado informações sobre sua história até a Sheila ter comentado sobre seu interesse por este tipo de edifício. Eu via o edifício como uma demarcação do início do antigo centro da cidade de São Carlos, o qual hoje é inteiramente comercial, sendo assim, ele era para mim remanescente do passado da cidade. Contudo, percebi o quão desvalorizada é a sua história, devido a escassez de divulgação de dados e imagens. 


Mercado Municipal de São Carlos construído em 1907 ao lado do edifício construído em 1903

A primeira parte do Mercado Municipal Antonio Massei, popularmente conhecido como Mercado Municipal de São Carlos, foi inaugurada em 1º de janeiro de 1903 as margens do Córrego Gregório na cidade de São Carlos, situada no interior do Estado de São Paulo, no Brasil. Alguns anos depois, em 1906, o mercado foi ampliado, entretanto, em 1968, o prédio foi demolido, dando espaço à uma praça. No mesmo ano, no dia 21 de abril, um novo mercado foi inaugurado, localizado ao lado do antigo, na praça Santos Dumont. Em frente a nova versão do mercado municipal situa-se a Praça do Comércio, onde são organizados diversos eventos musicais e atividades culturais, além de existirem comércios ambulantes, isto é, comerciantes que fazem uso do espaço sem terem um ambiente fixo.

O primeiro edifício do mercado teve influências do antigo Mercado Central de Paris (Les Halles) em sua morfologia, fazendo uso do ferro como principal elemento estrutural e de uma cobertura dotada de lanternim. No entanto, como fechamento, enquanto o antigo mercado parisiense fez uso do vidro, São Carlos fez uso da alvenaria, enquanto a ampliação do primeiro edifício não possui fechamento, mas também teve sua estrutura construída em ferro, como pode ser observado na imagem anterior.


Mercado Municipal de São Carlos. Maquete 3D da proposta de ampliação

O edifício atual, construído na década de 60, carrega o estilo modernista desenvolvido naquele período. Trata-se de uma construção com poucos elementos de fachada, com uma morfologia mais quadrada. Em seu interior, o mercado tem uma grande variedade de comércios e serviços. A Prefeitura Municipal tem uma proposta de ampliação que será executada em breve, e assim o mercado seguirá com seu uso. Desta forma, mesmo sem a transmissão de sua participação histórica no desenvolvimento da cidade e da identidade de São Carlos, o Mercado Municipal continua marcando a sua presença no cotidiano de muitos dos habitantes sãocarlenses.

Muito obrigada Fernanda por partilhar O TEU MERCADO conosco!


Y a tí, muchas gracias por estar aquí,
Sheila


**Fuentes consultadas:
http://www.encontrasaocarlos.com.br/sao-carlos/mercado-municipal-de-sao-carlos.shtml
MURILHA, Douglas., SALGADO, Ivone. A arquitetura dos mercados públicos. Tipos, modelos e referências projetuais. 

arquitextos. 138.02ano 12, nov. 2011. ISSN 1809- 6298.

http://www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquitextos/12.138/4113


www.plazasdelmercado.com no se responsabilizará de los textos, imágenes u opiniones expresadas en los post escritos por otros autores. Serán responsabilidad exclusiva de sus autores.

**Si te ha gustado este post ¡COMPÁRTELO! ¡Yo estaría encantada! 
Siempre que cites la fuente donde lo has encontrado ;)


**Recuerda que si quieres mantenerte al día de todas las publicaciones puedes darle a 
"me gusta" a la página "Plazas del mercado" en Facebook o seguir a @Demercados en Twitter